sexta-feira, dezembro 01, 2006 Borat
Rolou aqui em São Paulo, na noite da última terça-feira, uma exibição de teste de Borat: O Segundo melhor Repórter do Glorioso País Cazaquistão Viaja à América, também conhecido como o filme daquele repórter do Cazaquistão que zoneou todo mundo nos EUA.

Foi uma exibição teste -- aka screening test, com um enoooorme formulário com perguntas a serem respondidas, no final da exibição. Aparentemente, a Fox ainda está pensando se lança o filme nos cinemas, em circuito comercial e etc. Por que, você pergunta?

Bom, porque o filme é realmente assaz pesado. Não no sentido ruim da palavra... Pelo menos não se você for um ser humano com senso de humor, claro. Afinal, ele zoneia com mulheres, judeus, cazaques, estadunidenses... E esses últimos são os principais. =D

Com os outros, ele zoa por conta do personagem. Tipo, é impossível fazer um muçulmano que goste de judeu, trate bem mulheres e essas coisas. Mas com os EUA... Digamos que ele não fez muita coisa. Apenas deixou que os seus entrevistados (lembre-se, esse é um "documentário") fizessem isso por ele, com declarações preconceituosas e racistas... Mostrando exatamente como os EUA funcionam. =]

Só que, ao mesmo tempo que o filme pega um pouco pesado com coisas sérias, ele é justamente engraçado por conta disso. As entrevistas, as situações, que a gente não sabe se são reais ou não (sempre parece que é, mas vai saber)... Enfim. É FODA. =D

Seja qual for sua religião, sexo ou nacionalidade, se tiver bom humor, vai se divertir pra caralho. Só espero que o filme estréie realmente no dia 16 de Fevereiro, como era previsto pela Fox... =D
Constado às 12:41 | Snootchie Bootchies! |   



Play-Asia.com - Buy Video Games for Consoles and PC - From Japan, Korea and other Regions!




Snoogins!
Anonymous Ibrahim Cesar disse, em 2/12/06 13:36...
Aquela cena da luta é tão...tão...diferente do que costumamos ver que eu não sabia se ria ou o quê.E a foto do filho dele?Eu achei impagavel a cena que o Borat diz que no país dele os gays são mortos,e o amricano diz : "É o que queremos trazer para cá".A cena do rodeio foi demais.A virgindade da Pamela Anderson,e o amor dele.Nao sei o que vão achar do filme,mas já é um dos meus prediletos.

 

Deixe um comentário!

<< Voltar